domingo, 25 de maio de 2014

O CONDICIONADO






    
Desgraçado do homem que se abandona.

Estas seis palavras acima indicam que, por pior que seja a situação, nunca, nunca o homem deve considerá-la perdida porque ninguém pode dar garantia que adversidade seja invulnerável.

Raimundo Arruda Sobrinho, 04/11/2012

          

          


Raimundo nasceu no dia 1 de agosto de 1938, na zona rural de Goiás. Chegou a São Paulo com 23 anos. Foi jardineiro e vendedor de livros. É morador de rua desde 1979, no mesmo local desde 1996. Um verdadeiro poeta! Tem um diário e escreve suas “mini páginas”, que distribui para quem passa por ele. Todas têm data de nascimento e um número de série. Assina suas obras como “O condicionado”.
           

  
            
            
Raimundo Arruda Sobrinho (O CONDICIONADO) 
           
           
Raimundo Arruda Sobrinho, presumíveis 67 anos, nascido provavelmente em Goiânia, é um dos 12 mil sem-teto da cidade. Tem problemas mentais e fez sua casa sob lonas e plásticos na ilha que separa as duas vias da movimentada avenida Pedroso de Morais. Não incomoda ninguém. Não quer ser incomodado. "Prefiro que ninguém me veja", costuma dizer. O que o diferencia são os textos de ficção, que assina como "O Condicionado". Raimundo Arruda Sobrinho é escritor. Ele está ali, no mesmo lugar, há pelo menos uma década.
FOLHA DE SÃO PAULO. São Paulo, 25 dez. 2005
          
               

        

Raimundo Arruda Sobrinho escreve enquanto há luz natural, com o auxílio de uma régua de 30 cm para manter as linhas retas no papel não pautado. Monta os livros, os quais distribui para as pessoas que o ajudam, com recortes de folhas de papel sulfite. Usa uma moldura de madeira de 11 cm por 16 cm para manter o espaço das margens. Assina como "O Condicionado", um pseudônimo que usa "há muitos anos". Cada exemplar doado é numerado e datado.
TERRA Notícias, Brasil. Morador de rua escreve livros em São Paulo. 13 jul. 2007.
       
            
Seria ingênuo imaginar que o fácil acesso ao material escrito garantiria o gosto pela leitura/escrita como o que possui Raimundo, personagem citada na Folha de São Paulo. É preciso considerar o desejo e a necessidade do próprio indivíduo, os quais o levam a participar efetivamente de situações interativas com esses materiais, reflita sobre seus usos e busque estratégias para lidar com situações que envolvem esses gêneros e suportes.
Magna Luzia Diniz Matos dos Santos, Vozes na rua: práticas de leitura e escrita e construção de uma nova imagem do morador em situação de ruaBelo Horizonte, Faculdade de Letras da UFMG, 2009, p. 4.
            
           
            
  O CONDICIONADO
                          

Veja como uma jovem brasileira usou o Facebook para dar voz a um poeta morador de rua e o ajudou a reencontrar a família depois de 50 anos.

            

         
Oferta
Gestos, Páginas Autógrafas
Higiene
material. Higiene mental. 

Aqui, não sei qual a mais 

difícil de praticar. 

Ass "O Condicionado"
SP-2-1-1999+8 (c)
        
           
Oferta
Gestos-Páginas Autógrafas
O
Ideal, além de ser o maior peso
que o homem pode carregar, 

é a desgraça do Idealista. 


Ass. O Condicionado
SP 9-2-1999+8(c)
        
           
Oferta
Gestos, Páginas Autógrafas.

Missão

Andar pelo sem fim interior
Catar da geometria todas as tintas que ela consumiu e esmaecêram
Depois, a matéria de tudo que a Natureza modela
Restam as formas vazias

Ass. "O Condicionado"
SP 22/3/1999+13 (c)
        
              
Oferta
Gestas, Páginas autógrafasSonhoUma humanidade 
cujos membros 
funcionem com a 
perfeição de todas
as peças do mais 
refinado engenho. 

Ass "O Condicionado" 
SP 21-3-1999+8(c)
        
           
“Ofertas, Gestos Oferta
Gestos, Páginas Autógrafas.
Ponte 2
Que é o interesse do leitor,
Pela vida do autor que ele leu?
E dos demais consumidores de tudo
Que o homem fez?

Ass. O condicionado
SP 4-4-1999 + 13 (c)
        
           
Oferta 
Gestos - Páginas Autógrafas
Preço
da eternidade.
Tão barato ou tão caro e precioso, 
para que o Criador do Universo 
haja preferido arrematar-lhe,
para com ela enriquecer as galerias de sua obra? 

Ass “O Condicionado”
SP 4-11-1999 + 10 (c )
        
           
Oferta
Gestos, Páginas autografadas

“Mulher, 


Mãe do Homem. 

Homem, Pai da Mulher. 
Obra que a Mulher fez e renegou, o homem.
Obra que o Homem fez e refegou, a Mulher.

Ass. O Condicionado”
SP 29-11-1999 + 13 (c)
        

           
 
         
                   
Poderá também gostar de:
         
          
“Imagens que revelam o invisível”, Camila Pereira. Veja. São Paulo, ed. 1933, 30 nov. 2005. Disponível em: http://veja.abril.com.br/301105/p_074.html
         
“Ex-mendigo poeta emociona famosos e recebe propostas para editar livro”
           
“Mendigo poeta reencontra família”, #SBT BRASIL, exibido: 10/05/2013
             
Morador de rua de SP reencontra família após perfil criado no Facebook”, Laura Brentano, São Paulo, G1.